"

1

2

3

4

1 2 3 4
Consulte Horários e Destinos no site de vendas online.

Santarém

Santarém - Paraíso de águas doces brasileiras

      Santarém, no oeste do Estado do Pará, também é conhecida como a “Pérola do Tapajós”, por localizar-se no coração da bacia Amazônica, diante do incrível encontro dos rios Tapajós e Amazonas. Ambos correm juntos por alguns quilômetros, mas não se misturam, formando uma bela paisagem de águas de cores diferentes, que seguem o mesmo fluxo. Trata-se de um dos principais atrativos turísticos da cidade, distante cerca de 800 km da capital Belém. Além do encontro das águas, Santarém conta com diversas praias fluviais, algumas com areia fina e branca. Alter-do-Chão, a mais conhecida, é apelidada de “Caribe Amazônico” – seus balneários se formam na época da vazante do rio, de agosto a dezembro. Santarém oferece, ainda, lagos, florestas, igapós (trecho de mata cheio de água), cachoeiras e formações rochosas.

O encontro das águas

      O Tapajós é formado principalmente pelas águas dos rios Arinos e Juruena, no Mato Grosso, e estende-se por quase 800 km, passando pelos Estados do Amazonas e Pará. Já o rio Amazonas nasce em território peruano, na Cordilheira dos Andes, e é o maior do mundo, com cerca de 6.900 km de extensão. Bem em frente à cidade de Santarém, o Tapajós deságua no Amazonas. Por diferenças de temperatura, velocidade, densidade e sedimentação das correntes, elas seguem juntas por alguns quilômetros, formando um belo espetáculo: de um lado, o azul-esverdeado do Tapajós; do outro, o amarelo-barrento do Amazonas. A vista pode ser contemplada do próprio município, pois o embate ocorre próximo às margens, mas os passeios de barco para conferir o fenômeno de perto são muito procurados pelos visitantes. Os roteiros permitem conhecer a fauna da região, com mergulhões, garças, rouxinóis e outras aves, além das frutas silvestres, como a mari-mari e o jenipapo.

Alter-do-Chão

      A vila de Alter-do-Chão é um distrito de Santarém e fica a aproximadamente 30 km do centro da cidade. O local se destaca pela exuberância natural e ecológica, representando o mais famoso balneário de Santarém, parada de cruzeiros internacionais. As praias são temporárias – formam-se no período entre agosto e dezembro, quando as águas azuis do Tapajós baixam e a areia fina e branca começa a surgir. Uma das curiosidades é o Lago Verde, cujas águas mudam de cor durante o dia, do azul para o verde. A vila também possui uma boa infra-estrutura, com postos de saúde e telefone, além das melhores opções de hotéis, pousadas, restaurantes e lojas.

Floresta Nacional do Tapajós

      Está localizada na divisa entre os municípios de Belterra, Aveiro, Rurópolis e Santarém, onde fica sua sede administrativa, a 23 km do centro da cidade. Em sua área de 600 mil hectares, predomina a exuberância da floresta tropical densa. A diversidade da fauna amazônica; a beleza da vegetação que margeia o Rio Tapajós, com suas praias de areias brancas; as cachoeiras, que proporcionam momentos de lazer e esporte; os hábitos e a cultura das comunidades de colonos e pescadores; e o artesanato em palha são alguns dos destaques da Floresta Nacional do Tapajós.

      Graças ao Porto de Santarém, que embarca madeira em navios para todo o mundo, a cidade é a segunda economia do Estado, atrás apenas da capital Belém. Em população, é a terceira do Pará, com mais de 274 mil habitantes (IBGE/2007), distribuídos em uma área de 22.887 km². A cidade combina características sócio-culturais dos exploradores portugueses, que ali se instalaram na época colonial, e dos indígenas da região, como os tapajós e os boraris. Ainda hoje, percebe-se a influência europeia no local, presente em monumentos e nas ruas de construções históricas, com suas fachadas.

VOLTAR   IMPRIMIR TOPO
Receba em seu e-mail as últimas novidades e promoções.